3 de julho de 2017

Tendências de 02 e 08 de julho de 2017 – “Olha a água mineral” que “é no chuê chuê” que “as águas vão rolar”…!

Águas salgadas, águas doces, paradas ou fluindo,somos água. Nos cabe fazer bom uso para que a saúde e a fluidez em nossa vida se estabeleça.

Se esses dias fossem um elemento da Natureza, seria água sem menor dúvida. Água que lava, água que leva, água que refresca, água que esquenta, água que mata a sede, água que purifica, água que batiza, água que abençoa, água que destrói, água que faz o alimento.

Mais ainda, a água que fala de sentimento, que escorre em seu rosto para externar emoção. Que represa a ponto de atingir o coração. Que protege, e é nossa primeira habitação.

Se formos analisar de forma lúdica e quase romantizada, a água surgiu para trazer a vida no Planeta Terra e logo em seguida ensinou aos homens a se amarem, a trocarem fluídos e se transformem em novos humanos.

Então somos todos feitos de água, em um planeta repleto de água e movidos por sentimentos que simbolizam as águas.

O que devemos aprender é o tipo de água que queremos preservar dentro de nós. Assim como as marés, de tempos em tempos podemos transformar a energia dessas águas.

Se a água que habita em você é parada, quer dizer que tem que observar melhor antes de tomar uma atitude. Essa água geralmente vem em forma de nostalgia, pequenas tristezas sem explicação aparente e muitas das vezes com  inchaço no físico.

Se a água é revolta, cheia de sentimentos raivosos ou mágoas, mostra que sentimentos não bem processados podem gerar conflitos internos, malefícios à saúde e uma crítica ao externo de forma severa e destruidora. Você logo perceberá a sua irritação e as pessoas  começarão a manter distância de você. Como já sabemos, a água destrói, desde maremotos a pequenas inundações.

Se a água que te habita é doce, seus sentimentos estarão em conformidade. Você será atraente o suficiente para que amores, fertilidade (da forma mais ampla) e prosperidade botarão nesse manancial de emoções aquáticos. Mesmo que te torne uma pessoa emotiva, chorona e sensível.

A água vem dar clareza e clarividência.

E se os dias serão molhados, cabe a nós resolvermos se nos afogaremos ou se regaremos nossos campos de criatividade e possibilidades.

Felizes são aqueles que aproveitarão tanta água para refletirem com seu próprio reflexo na superfície.

Os dias serão de profundidade, de sensibilidade e mais que nunca de começarmos a voltar a perceber e sentir. Os dias serão de emoções fortes em conflito ou em conformidade. Os dias serão de destruição com limpeza. Os dias seguirão para serem sentidos e não somente vividos.

Felizes serão aqueles que dominam as ondas dos sentimentos, a correnteza dos acontecimentos e a força de uma cascata em sua plenitude de beleza e alteração de percurso.

Afundem, aprofundem, mas não afoguem.

Óleo Essencial: Lavanda – 03 gotas do óleo em 1/2 litro de água morna do pescoço para baixo antes de dormir faz milagres.

Boa Semana!!!

Marcelo Barroca

Artigo escrito por Valéria Trigueiro

Valéria Trigueiro é perfumeterapeuta com experiência na elaboração de perfumes personalizados segundo o equilíbrio dos 4 Elementos. Seu trabalho define-se como "Aromaterapia e Espiritualidade.

Comentários

Valéria Trigueiro

Valéria Trigueiro é professora de inglês por formação e aromaterapeuta por vocação. Escolheu dentre todas as possibilidades que a Aromaterapia apresenta, elaborar perfumes personalizados como item de “cuidados pessoais”. Para tal utiliza diversas ferramentas de investigação energética e emocional, fazendo anamnese profunda e testes olfativos. Dentre tais ferramentas podem ser encontrados a Carta Natal do cliente, o estudo dos setênios ou a leitura de oráculos com abordagem alquímica. Todos os produtos são elaborados com ervas e óleos essenciais da melhor qualidade, sem quaisquer aditivos químicos.

E-mail para contato